Assine por e-mail

Receba os artigos do VVI por e-mail

1 out/10

Claudiomiro, o Bigorna

por Alexandre Corrêa

Fragmento de texto publicado na Revista do Inter (Alma Colorada)
Edição número 5 – Ano 3 – Julho 2006

Claudiomiro chegou às categorias de base do Inter quando tinha 13 anos. Desde os primeiros treinamentos diante do técnico Daltro Menezes, o jogador chamou a atenção pela sua força física e velocidade. Partia para cima dos zagueiros com grande coragem e não tinha medo de divididas. Sua força física o levou a ser apelidado de “Bigorna” pela imprensa na época. “Os zagueiros batiam em mim e eu não caía nunca”, lembra Claudiomiro.

Foto: Livro do Centenário (2009)

O atacante estreou entre os profissionais do Inter em 1966 e brilhou cedo. Revelado no campeonato brasileiro de juvenis, em Belo Horizonte, apareceu com destaque também no Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1967, o Brasileirão da época, com apenas 16 anos.

Em 1969, entrou de vez para a história do Inter e para o coração de todos os Colorados ao marcar o primeiro gol do recém-inaugurado Estádio Gigante da Beira-Rio no amistoso diante do Benfica. No lance do seu gol, Claudiomiro demonstrou coragem e oportunismo ao desviar de cabeça um chute de Gilson Porto. “Ele acabou errando o chute e a bola sobrou pra mim. Eu estava predestinado a marcar aquele primeiro gol. Joguei aquela partida com uma lesão no tornozelo, mas valeu o sacrifício”, conta Claudiomiro.

Foto: Site Oficial do Sport Club Internacional

Em 1971, foi convocado para a Seleção e disputou jogos diante de adversários como Argentina, Paraguai, Iugoslávia, marcando um gol. Estava no grupo quando Pelé se despediu da Seleção com jogos no Morumbi e no Maracanã.

“O carinho dos colorados comigo permanece até hoje. Não tem coisa mais bonita que trabalhar para o clube que me projetou. (Claudiomiro)”

O fato de ter marcado o primeiro gol do Beira-Rio, rendeu a Claudiomiro uma placa no vestiário, que transcrevemos abaixo:

Ao atleta CLAUDIOMIRO ESTRAIS FERREIRA, autor do primeiro gol deste estádio, às 17:20 horas do dia 6 de abril de 1969, quando da partida realizada entre o Sport Club Internacional e o Sport Lisboa e Benfica, a homenagem dos colorados.

Abril de 1979.

Foto: Site Oficial do Sport Club Internacional

Nome: Claudiomiro Estrais Ferreira
Posição: Atacante
Data de Nascimento: 03/04/1950
Naturalidade: Porto Alegre (RS)

Carreira:
Internacional: 1967 – 1974
Botafogo: 1975 – 1975
Flamengo: 1976 – 1977
Caxias: 1978 – 1978
Internacional: 1979 – 1979
Novo Hamburgo: 1979 – 1979

Títulos:
Campeonato Gaúcho – 1969 – Internacional
Campeonato Gaúcho – 1970 – Internacional
Campeonato Gaúcho – 1971 – Internacional
Campeonato Gaúcho – 1972 – Internacional
Campeonato Gaúcho – 1973 – Internacional
Campeonato Gaúcho – 1974 – Internacional

Foto: Site Terceiro Tempo (Claudiomiro sendo marcado por Felipão)

Os números de Claudiomiro no Inter
423 partidas – 218 gols – Média de 0,51 gol por partida.
Estréia no Inter: 20/03/1966, Inter 1 x 2 Juventude, amistoso nos Eucaliptos.
Curiosidade: marcou 5 gols no dia 20/06/1968 em um amistoso diante do Cachoeira, em Cachoeira do Sul.

O desempenho ano a ano
1966 – 7 jogos e 1 gol
1967 – 33 jogos e 17 gols
1968 – 67 jogos e 43 gols
1969 – 50 jogos e 32 gols
1970 – 61 jogos e 35 gols
1971 – 35 jogos e 15 gols
1972 – 46 jogos e 23 gols
1973 – 39 jogos e 14 gols
1974 – 41 jogos e 12 gols
1975 – 31 jogos e 13 gols
1979 – 13 jogos e 13 gols
Obs: Claudiomiro foi emprestado ao Botafogo em 1975 e retornou ao Inter em 1979.
Fonte: departamento de futebol profissional do Internacional